Como criar abelhas - VII. Controle de enxameação

l - Quando notar que as suas abelhas estão formando “barba” (aglomeração de abelhas que dá impressão de barba) embaixo do alvado, é sinal de que o espaço interno está ficando pequeno para todo o reino.


 a) Verifique se há realeiras. Havendo, é muito provável que ocorra enxameação (divisão do enxame). Veja se há postura do dia (ou seja, se há ovinhos nos alvéolos): isso indica que a rainha não morreu e que portanto o enxame está se preparando para dividir-se.


 b) Não havendo postura recente, não destrua as realeiras, porque a rainha morreu e está sendo preparada outra princesa.


 c) Notando que não há realeiras, o enxame está “pedindo” espaço ao formar aquela “barba”. Coloque então uma melgueira a mais.


 d) Pode-se igualmente observar se há falta de espaço sentindo o peso da colmeia, levantando-a pela parte posterior. Estando leve, mas com grande movimento de abelhas no alvado, as abelhas precisarão de espaço dentro de duas semanas mais ou menos. Estando pesadas, com intenso movimento de entrada e saída de abelhas, terá que fornecer a melgueira imediatamente.


 2 - Como fazer para evitar enxameação?


 a) Um processo, drástico, consiste em arrancar as realeiras.


 b) Outro, menos ágil, consiste em retirar o mel que há na colmeia. A razão é simples: para partir em busca de novo local, as abelhas acumulam a maior quantidade de mel possível, pois terão de construir favos, e, como já vimos, é ele a matéria prima usada na fabricação da cera. Se pouco antes de as abelhas partirem você retirar o mel, elas serão obrigadas a dispensar as princesas da nobre função de guia e mãe, para acumular o mel necessário, o que levará uns dois meses ou mais.

Comentários

Postagens mais visitadas